Home Gerenciamento de Redes Sociais Aprenda a fazer um planejamento de redes sociais em 9 passos simples
FacebookTwitterLinkedinWhatsappMessenger

Aprenda a fazer um planejamento de redes sociais em 9 passos simples

Planejamento de redes sociais

Dedicar um tempinho para fazer o planejamento de redes sociais é fundamental para o sucesso da sua estratégia como social media. É por meio dele que você consegue visualizar claramente quais são os objetivos, manter uma previsibilidade nas ações, ter sempre opções de conteúdo para publicar e manter constância nos perfis, por exemplo.

A seguir, mostramos um passo a passo completo que vai ajudar você a montar um planejamento bastante eficaz e aumentar as chances de alcançar bons resultados no digital. Continue conosco e confira agora mesmo!

Definir os objetivos do negócio

Antes mesmo de começar a montar a sua estratégia, é de suma importância saber quais são os objetivos nas redes sociais. É a partir deles que você consegue traçar as ações necessárias para alcançá-los e definir as métricas que serão usadas para mensurar os resultados delas. 

É claro que esses objetivos variam entre as empresas e suas necessidades. Porém, em geral, eles envolvem ampliar o alcance da marca, criar autoridade, gerar leads e educar o mercado.

Escolher a rede social que faz mais sentido baseado na persona

É fundamental que você conheça a sua persona (traçando um perfil completo) e, sobretudo, saiba em quais redes sociais elas estão presentes. Afinal, não faz muito sentido dedicar bastante esforço no Pinterest, se a sua audiência está concentrada no Facebook, por exemplo. Concorda?

Portanto, vale a pena fazer esse estudo e avaliar em quais plataformas faz mais sentido criar e manter a sua presença digital. Dessa forma, você consegue alcançar melhor a sua audiência e investe as ações onde tem chances de obter resultados mais satisfatórios.

Você pode entender melhor como funciona cada rede social no vídeo abaixo que explora o marketing digital nos principais canais.

Escolher as métricas que ele vai seguir e os objetivos de suas ações nesses canais

É por meio das métricas que você consegue analisar o desempenho das suas ações nas redes sociais e identificar se elas estão trazendo o retorno esperado. Todavia, é muito importante tomar cuidado com as chamadas métricas de vaidade, como o número de seguidores.

Por mais que elas sejam atraentes (e importantes, até certo ponto), não devem ser consideradas isoladamente para definir que determinada ação foi eficaz. Isso porque um número alto de curtidas na publicação não significa um número elevado de conversões e aumento nas vendas, por exemplo.

Então, vá além desses dados visuais e procure entender também a quantidade de leads gerados, a taxa de conversão e as referências da web. Além dessas, existe uma série de métricas que podem ser acompanhadas, como:

  • o alcance das suas publicações;
  • número de menções à empresa na rede;
  • o engajamento da audiência com os perfis.;
  • média de tempo na página;
  • visitas no período;
  • comentários em postagens.
Analisar InstagramPowered by Rock Convert

Traçar uma estratégia consistente

De nada adianta criar um excelente planejamento de redes sociais se a sua estratégia não for consistente. O que isso significa? Que você precisa ter o cuidado de escolher bem os conteúdos a serem postados e, sobretudo, definir (e seguir) a cadência adequada de publicações, padronizando a frequência com que os posts vão ao ar.

Também é importante seguir o Diagrama de Pareto, também conhecido como regra 80/20. No contexto das redes, quer dizer que 80% dos seus conteúdos devem ser ideias, inspirações, educativos, entre outros e apenas 20% é voltado para promover o negócio.

Ter um calendário editorial

O calendário editorial é um ótimo aliado na hora de organizar as publicações que deseja fazer nas redes sociais. Ele também ajuda a planejar melhor o tempo que vai interagir com o seu público e adotar ações que gerem impacto na sua audiência. A seguir, explicamos alguns pontos que vão ajudar você a realizar essa tarefa.

Crie uma programação de publicações

A base do seu calendário editorial é definir as datas e horários em que os conteúdos serão postados em cada plataforma. Isso vale tanto para os posts comuns, do dia a dia, quanto para campanhas e publicações pagas. 

Dessa forma, você garante que as postagens sigam a cadência planejada, sejam publicadas nos horários de maior engajamento e ainda transmitem a ideia da regularidade para o seu público (que pode ficar esperando um post novo, sabendo que ele vai ao ar em determinado dia).

Você pode se interessar por:

👉 Sem segredos! te contamos qual o melhor horário para publicar nas redes sociais

👉 Descubra os maiores segredos para você ganhar dinheiro no Instagram

👉 As dicas que você esperava sobre venda nas redes sociais finalmente chegou

Defina o seu mix de conteúdo

Lembra que ali em cima falamos sobre seguir a regra de Pareto? Nesse momento, você vai organizar os tipos de posts e quando eles serão publicados. Para isso, vale fazer uma divisão a respeito de quantos conteúdos serão voltados para alcançar as metas, quais serão sobre o negócio, os que vão direcionar o tráfego para o blog e quantos serão de curadoria de outras páginas, por exemplo. Essa também é uma forma de garantir a cadência.

Faça o agendamento das publicações

Por fim, depois que o calendário e o mix de conteúdos já está definido, vale a pena contar com a ajuda de uma ferramenta que permite realizar o agendamento das publicações. Ela permite automatizar essa rotina e facilita bastante o seu trabalho, visto que não precisa sequer estar online na data em que os posts foram agendados.

Programar postsPowered by Rock Convert

Se atentar às particularidades de cada redes sociais

Entenda melhor como cada rede social funciona e quais são suas particularidades, pois esse é um aspecto muito importante para o sucesso da sua estratégia. Portanto, vale a pena dedicar tempo estudando quais são os assuntos mais abordados, as restrições, o tipo de linguagem utilizada, entre outras coisas.

Enquanto o Instagram é uma rede totalmente visual, o Facebook permite explorar melhor textos e links e o LinkedIn, por sua vez, é mais adequado para criar e fortalecer relações comerciais e encontrar profissionais para preencher as vagas disponíveis na empresa, por exemplo.

Pensar no conteúdo que deve ser publicado

Até aqui, os aspectos mais básicos da sua estratégia já foram definidos. Então, é o momento de focar nos conteúdos que você pretende compartilhar em cada um dos perfis nas redes. 

Você já planejou a cadência e o formato (texto, vídeo, imagem etc.), certo? Há casos em que você pode compartilhar o mesmo conteúdo em todas as plataformas, fazendo apenas algumas adaptações para que as publicações estejam coerentes com as características e particularidades da rede.

Frequência de publicação

Não existe uma regra bem-definida a respeito de qual é a frequência ideal, visto que isso depende da sua estratégia, do seu nicho e do seu público, por exemplo. Contudo, existem algumas orientações gerais para cada rede. Veja só:

  • Instagram: cerca de 5 vezes por semana;
  • Twitter: cerca de 5 vezes por dia;
  • Facebook: de 3 a 9 vezes por semana;
  • Pinterest: cerca de 5 vezes por dia.

O ideal é realizar testes e verificar quais rotinas trazem mais resultados para o seu negócio e só então achar a frequência ideal para o seu negócio. Não podemos nos esquecer de ressaltar a importância da consistência. 

Ainda que você não defina dias certos para colocar as publicações no ar, é fundamental que se respeite a frequência definida. Se os seus seguidores estão acostumados a ver novos conteúdos 5 vezes por semana, por exemplo, diminuir para 2 de uma hora para outra pode causar certa confusão ou frustração com o público.

Outra detalhe importante é se atentar aos stories. Abaixo te mostramos algumas dicas e truques para você arrasar nessa plataforma e saber como montar uma frequência ideal.

Reutilização de conteúdo

Além de se preocupar com novas pautas de conteúdo para produzir, planeje também a reutilização das publicações. Nesse caso, faça um estudo para identificar quais posts tiveram uma performance acima da média e, a partir daí, saberá quais são os assuntos que mais atraem a sua audiência.

Com isso, você pode abordá-los novamente ou mesmo usá-los como inspiração para criar novas publicações. Isso vale tanto para o texto quanto para a imagem e as chamadas para ação (CTA).

Inspiração para as publicações

Chega um momento que podemos ficar sem criatividade para planejar novas publicações, sem saber ao certo o que abordar. É até natural, visto que o bloqueio criativo faz parte do trabalho de quem produz conteúdo. 

Se isso ocorrer, vale a pena começar a pesquisar perfis que atuam no mesmo nicho que o seu e também de outras áreas, mas que podem ser consideradas cases de sucesso com a gestão das redes sociais. Caso você tenha uma equipe, tente debater e desenvolver ideias (fazendo um brainstorm), até chegar a uma solução viável e com potencial de engajar a sua audiência.

Dessa forma, fica bem mais fácil obter inspiração para os seus próximos conteúdos. Contudo, vale a pena destacar que, no caso de usar perfis de outras empresas, isso não quer dizer que você fará cópias ou plágios, mas sim que vai procurar entender como algumas ideias podem ser adaptadas ou melhoradas para caberem na sua realidade.

Nesse caso, aqui estão alguns pontos que você pode acompanhar:

  • como as datas comemorativas são abordadas;
  • notícias e atualizações do seu nicho de atuação;
  • diversidade de publicações interativas (perguntas, enquetes e quizzes, por exemplo).

Considerar investir em mídia paga

Certamente você já viu bastante posts patrocinados nas redes sociais. Dependendo da sua capacidade de investimento, é importante que essa questão também seja contemplada no seu planejamento de redes sociais.

É por meio dessa ação que os seus conteúdos conseguem um alcance maior e chega até as pessoas que ainda não curtem seus perfis (e que, talvez, sequer sabiam da existência do negócio). Nesse caso, você chama a atenção desse público-alvo e aumenta as chances de conseguir mais seguidores e até mesmo aumentar o volume de vendas. Claro que o alcance orgânico sempre será melhor, mas é preciso olhar para a mídia paga com um pouco mais de cuidado. 

Uma boa forma de começar e aumentar as chances de conseguir bons resultados é impulsionando um conteúdo que já teve uma boa performance orgânica. Ao analisar os resultados dessas publicações, você pode ajustar suas estratégias e ir se adequando para ter resultados cada vez melhores com esse investimento.

Analisar os resultados

Você pode estar se perguntando agora “mas o que a análise de resultados tem a ver com o planejamento de redes sociais?”. Apesar de ser uma atividade realizada depois de todo o esforço prático, esse tipo de avaliação tem um papel fundamental dentro da sua estratégia.

É por meio do estudo do desempenho das suas publicações que você consegue identificar quais publicações performam melhor (em conteúdo e horário de publicação, por exemplo) e quais tiveram um resultado aquém do esperado. E aí, voltamos para o planejamento: com as informações em mãos, fica bem mais fácil saber quais modificações devem ser feitas e, então, aprimorar o planejamento feito anteriormente. Viu só como as coisas estão ligadas?

Portanto, mesmo que o seu plano tenha sido bem-estruturado, é importante não imaginar que todos os conteúdos trarão bons resultados logo na primeira tentativa. Vá acompanhando as estratégias, reforce as que deram um bom retorno e ajuste aquelas que não estão funcionando como esperado.

Abaixo você confere um vídeo que exploramos esse recurso nas redes sociais, confira:

Teste e refaça

Você já sabe da importância de avaliar e readequar o seu planejamento. Então, use sempre os dados para acompanhar o desempenho da sua estratégia frequentemente. A partir daí, sempre faça testes — eles funcionam como um ótimo termômetro para saber qual caminho é o mais adequado.

Sendo assim, faça testes em relação aos dias, horários e, principalmente, os conteúdos das publicações. Veja qual é a reação do público, o grau de engajamento e o alcance dos posts. Contudo, faça uma coisa de cada vez, pois, caso contrário, fica difícil saber qual das variáveis funcionou melhor.

Faça pesquisas

Já considerou fazer pesquisas com o seu público? Se todo o seu conteúdo é pensado para alcançar as personas, por que não perguntar a elas quais são os temas e formatos mais interessantes para as publicações?

Faça enquetes, envie formulários e utilize todos os recursos a seu favor. Pergunte o que as pessoas querem acompanhar com mais frequência no perfil e se o formato atual atende suas expectativas e necessidades. 

Baseando-se nos resultados, é hora de refinar a estratégia para colocar essas novas ideias em prática. Certifique-se de garantir que essas opiniões serão colocadas em prática. Caso contrário, corre-se o risco de colocar a sua credibilidade com o público em cheque.

Aposte em ferramentas

Existe uma série de ferramentas que vão ajudar você a otimizar a rotina como social media e isso inclui a análise de resultados. Softwares como o Bume, por exemplo, oferecem funcionalidades que permitem acompanhar relatórios sobre o desempenho das redes sociais — além de possibilitar o agendamento de publicações e outras facilidades.

Quando falamos de planejamento de redes sociais, é sempre bom frisar que não existe nenhuma receita de bolo. Você precisa avaliar constantemente o que funciona melhor para o seu negócio e ajustar seu plano de ação. Por isso, acompanhe sempre as mudanças que surgem nessas plataformas (algo que acontece com bastante rapidez) e não se prenda ao documento elaborado inicialmente. 

Gostou deste artigo e quer saber como otimizar a sua rotina de gestão de redes sociais? Aproveite para testar o Bume gratuitamente e veja como a tecnologia é uma grande aliada para o dia a dia!

Você também pode gostar