Home Sem categoria Como funciona o Linkedin? Tudo que você precisa saber
FacebookTwitterLinkedinWhatsappMessenger

Como funciona o Linkedin? Tudo que você precisa saber

como funciona o linkedin

O LinkedIn é a maior rede social profissional. Com mais de 300 milhões de usuários, o lugar ideal para quem deseja fazer networking e alcançar um público específico de pessoas. Os usuários a usam para falar sobre suas experiências profissionais, compartilhar conhecimento e se aproximar de pessoas da mesma área.

Se você está se perguntando como funciona o LinkedIn e como usá-lo para fazer um bom networking, ter amadurecimento profissional e ser encontrado por recrutadores, leia este conteúdo.

Por aqui vamos ensiná-lo as melhores práticas e como fazer para ter mais engajamento nesta rede.

Como funciona o Linkedin?

Essa rede social tem o funcionamento do feed de notícias parecido com o do Facebook. Por ela você pode compartilhar textos, artigos, fotos, vídeos, links e interagir com cada publicação com reações, compartilhamento ou comentários.

Mas, não se engane. Essa rede não é o melhor lugar para você compartilhar memes, piadas ou abordar pessoas em tom informal, para discutir temas que não fazem diferença para o meio formal. Apesar de suas funcionalidades assemelham-se a qualquer outra rede social, aqui as pessoas tendem a ser mais profissionais, sóbrias e a falar sobre assuntos cotidianos do corporativo ou compartilhar conhecimento profissional.

Pelo seu perfil no LinkedIn você consegue montar um currículo online. Você cadastra uma relação de cargos, empresas e suas atividades exercidas em cada uma.delas, bem como as datas de início e fim da experiência, quando houver. Você também deve colocar um resumo de sua carreira e seus interesses na profissão.

Como usar o LinkedIn?

Com um perfil completo e atualizado e conexões estabelecidas na rede, você deve começar a compartilhar conteúdo útil e relevante. Assim, as pessoas que te seguem começam a vê-lo como autoridade naquele assunto que você domina.

Existem várias formas de você interagir e compartilhar o que sabe. Além dessas, você também tem formas de se tornar mais acessível e evidente nessa rede, atraindo recrutadores ou outros empresários que possam procurar por alguém com o seu perfil.

Uma dessas formas é otimizar o SEO (Search Engine Optimization) do seu perfil. Assim, vai ficar muito mais fácil para você encontrar uma nova oportunidade ou ser encontrado por quem deseja aprender mais sobre o tema que você domina.

Como otimizar o SEO no LinkedIn?

Usamos esse termo para falar sobre a otimização da sua página para aqueles que pesquisarem pelas palavras e temas da sua profissão: seja para oferecer uma vaga ou outra oportunidade. Ou seja, a otimização do SEO do seu perfil vai ajudá-lo ser encontrado com mais facilidade.

Agora que você já sabe para que serve, separamos as principais dicas aqui para o seu perfil pessoal e também o perfil da sua empresa:

1. Coloque uma foto

Lembre-se de que estamos falando de uma rede profissional. Então, uma foto que foque no seu rosto e o mostre nitidamente. Dê preferência a uma boa resolução e que mostre o que você faz ou seu ambiente de trabalho. Isso causa uma boa impressão para quem analisa o seu perfil, além de melhorar a associação da sua profissão com a sua imagem.

Evite foto com mais pessoas, para facilitar a sua identificação.

2. Use palavras-chave no seu perfil

Aquele espaço onde você deve colocar o resumo de sua carreira, deve ter as palavras-chave da sua profissão. Procure explicar sua carreira de modo objetivo e use palavras-chave que facilitem para que seu perfil seja exibido em pesquisas no LinkedIn.

Por exemplo: se você é publicitário e tem muita experiência como social media, procure mencionar essas palavras no seu resumo “social media”. Também mencione no seu título e cargos.

3. Atualize seu cargo

Quem encontrar o seu perfil vai querer saber sobre suas experiências e, principalmente, sobre o que você está fazendo no momento ou o mais recente. Faz com que o recrutador ou interessado veja sua evolução, entenda como está a sua atuação no mercado e consiga compreender melhor suas habilidades e curso de carreira.

4. Personalize sua URL

A URL é o link por onde as pessoas podem encontrar seu perfil. Ela, geralmente, é br.linkedin.com/[seunome]. Quando ela é gerada automaticamente, costuma ter alguns caracteres especiais, que dificultam a sua localização. Veja o exemplo abaixo:

br.linkedin.com/suzana$%[email protected]

Se a pessoa do exemplo personalizar a sua URL, ela poderia ficar da seguinte forma:

br.linkedin.com/suzanaferreiracosta

Assim, ao ser indicada ou se candidatar para uma vaga, fica mais fácil para a triagem identificá-la e localizar o perfil.

5. Estabeleça conexões

O LinkedIn não é uma rede para você adicionar apenas as pessoas que você conhece. Como uma rede que foi criada para estimular o networking, você deve conectar-se com outras pessoas da sua área, mesmo que você não as conheça pessoalmente.

Isso vai ajudá-lo a estar exposto para quem é da sua área e ainda não o conhece. 

6. Recomende conexões

Recomendar significa publicar no perfil da pessoa alguma recomendação positiva sobre o seu trabalho. Então, se você trabalhou com alguém e reconhece as qualidades profissionais daquela pessoa, faça uma recomendação. Desse modo, você consegue ajudar a otimizar o perfil de alguém, que pode ficar grato pelo seu gesto e acabar retribuindo.

7. Use o campo interesses de carreira

Esse campo é onde você sinaliza para os recrutadores que você tem interesse em novas oportunidades e quais e onde são. Ou seja, se você está ou não trabalhando, você pode colocar no seu perfil do LinkedIn que você está aberto a propostas. Esse recurso permite que você restrinja a visibilidade de seu interesse apenas a recrutadores e o LinkedIn procura não exibir para os recrutadores da sua empresa.

8. Participe de grupos do seu nicho

Esses grupos são uma excelente oportunidade para você compartilhar e adquirir experiência, com discussões enriquecedoras sobre o seu nicho. Além disso, ajuda você a estar antenado sobre eventos, cursos e demais acontecimentos importantes para a sua área.

9. Fale com o seus seguidores

Compartilhe conteúdo com os seus seguidores e conexões no LinkedIn. Isso vai ajudar você a construir posicionamento e se tornar uma referência no assunto. Aproveite o espaço para artigos, para publicar conteúdos mais densos, que vão contribuir mais para o aprendizado de seu público.

Eu preciso ter um LinkedIn?

Se você deseja intensificar suas relações profissionais, conectar-se a pessoas importantes do seu mercado, aprender um pouco mais e estar exposto a novas oportunidades de trabalho, a resposta é sim. Muitos cometem o equívoco de classificarem o LinkedIn como uma ferramenta para quem entende de marketing e recursos humanos, mas não é verdade.

Ele é um janela de talentos para recrutadores e outros profissionais que procuram referências. Por isso, tenha um LinkedIn, porque ele vai ajudá-lo nessas e em outras questões.

O que não pode no LinkedIn?

Ainda estamos falando de um ambiente profissional, mesmo que não pareça. Por isso, evite futilidades, discussões sobre temas polêmicos, exposição da sua vida pessoal ou de outra pessoa, quando nada têm a agregar profissionalmente para quem lê, entre outros.

O LinkedIn não comporta o compartilhamento de memes, fotos na praia, aquela foto de você em um churrasco de domingo, após ter ingerido álcool, entre outras informalidades.

Procure refletir sobre o que você quer mostrar aos possíveis recrutadores que visitarão o seu perfil. Certamente, querem conhecê-lo sóbrio e terem a capacidade de conhecer sua trajetória profissional e suas habilidades.

Por isso, aquela declaração de amor para a namorada e aquele desabafo sobre as brigas da família você pode deixar só lá no seu Facebook, combinado? 

Procure traçar um perfil profissional seu. Seus ideais, objetivos, habilidades e demais questões que estejam ligadas ao que você precisa expor. Algo além disso, pode não ser interessante e, menos ainda, necessário de ser compartilhado.

Como usar o LinkedIn?

Agora que você já sabe como funciona, como otimizar o SEO e o que não deve fazer na rede, vamos dar dicas de como usar essa importante ferramenta social:

  • esteja sempre ativo, compartilhando conteúdo e interagindo nos de suas conexões;
  • respeite sempre o ponto de vista do colega;
  • se precisar, seja sempre saudável e construtivo em discussões;
  • seja solícito para quem o procurar para pedir ajuda ou informação;
  • colabore com novidades e ensinando seus seguidores com conteúdo útil, relevante e interessante.

Como estar sempre ativo no LinkedIn?

Atualmente, plataformas de gerenciamento de rede, como o Bume, te ajudam a estar ativo sem, necessariamente, ter que logar e compartilhar o conteúdo. Basta montar um cronograma e agendar as publicações, para que o seu público esteja sempre nutrido do conteúdo que você deseja compartilhar.

Isso vai te ajudar a usar mais do seu tempo para produzir, aprender e analisar os resultados de seu LinkedIn e outras ferramentas que você possa usar para seu desenvolvimento profissional.

Conclusão

Podemos finalizar reforçando que saber como funciona o LinkedIn é fundamental para aproveitar dessa rede para networking e amadurecimento profissional. O que quer dizer que, usando corretamente, é possível encontrar novas oportunidades de negócio ou emprego, estreitar relações importantes e ter conexões promissoras.

Gostou de conhecer mais sobre o LinkedIn? Então, que tal assinar a nossa newsletter e ficar cada vez mais por dentro de tudo sobre as redes sociais? Aproveite dicas e experiências de especialistas no assunto e comece a ter o melhor conteúdo já! 

 

Você também pode gostar